Análise de Dados em Memória: Domesticando a Fera do Big Data

10/05/2013 16:58
 
 
 
Análise de Dados em Memória: Domesticando a Fera do Big DataNos dias de hoje as empresas estão vendo um volume cada vez maior de dados de clientes, ERP e outros tipos de dados de streaming em seus departamentos. E isso está colocando uma enorme carga sobre seus sistemas de armazenamento.
 
Por sua vez, o IDC prevê que o crescimento global de dados digitais deverá aumentar cerca de 50 vezes no período de 2010 até 2020. Enquanto isso, o volume de dados de negócios está crescendo a uma taxa média de 36% ao ano, de acordo com pesquisa realizada pela Aberdeen Group.
 
Os três principais desafios geralmente associados ao Big Data são os "3 Vs": volume, velocidade e variedade, como a Aberdeen e outros especialistas da indústria destacam.
 
"Volumes crescentes de dados devem ser armazenados e acessados, então capturados, processados, analisados ​​e entregues aos especialistas com velocidade sem precedentes, em uma ampla variedade de formatos diferentes", segundo Aberdeen.
 
Uma técnica eficaz que as empresas podem utilizar para lidar com o crescente volume de dados, bem como para com as exigências de velocidade é a análise de dados em memória. Ferramentas de análise em memória ajudam as empresas a lidar com grandes volumes de dados, movendo os dados o mais próximo possível dos processadores.
 
Tradicionalmente, quando as empresas tentam utilizar a análise de dados, a informação é acessada a partir de um banco de dados, uma ação que depende da velocidade da unidade de disco onde os dados estão armazenados. O processo é ainda mais prolongado por qualquer latência que ocorra na transferência de dados através da ligação de entrada / saída que fica entre o dispositivo de armazenamento e o servidor.
 
A computação em memória utiliza os processadores multi-core mais recentes, juntamente com grandes quantidades de memória de acesso randomico (RAM) que estão disponíveis nos servidores mais atuais. O resultado: zero de problemas de latência com a transferência de dados, permitindo que as empresas que utilizam análises em memória conduzam em tempo real (ou próximo) análises sobre terabytes de dados de negócios.
 
As ferramentas de análise de dados em memória estão ajudando as empresas em uma ampla gama de indústrias a acessar e analisar dados mais rápido do que as ferramentas de análise convencionais, permitindo assim que os tomadores de decisão encontrem respostas rapidamente e ganhem uma vantagem competitiva para comercializar novos produtos e serviços.
 
A intensa competição na indústria de alta tecnologia obriga as empresas a lidar com prazos de lançamento de nvos produtos ou serviços cada vez mais reduzidos. Muitos fabricantes lutam para de forma eficaz e eficiente usar altos volumes e variedades de entradas de dados, provenientes de fabricação de equipamentos, sistemas de testes, operacionais e da cadeia de suprimentos.
 
Para complicar ainda mais estes desafios para alguns fabricantes de alta tecnologia é o fato de que apenas um pequeno percentual de potenciais utilizadores de softwares especialistas, tais como sistemas de gestão da produção, estão usando-os de forma eficaz. A análise de dados em memória pode ajudar os engenheiros e os pesquisadores a acessar os dados de vários sistemas com mais facilidade e resolver problemas mais rapidamente.

 

 

 
Fontehttp://spotfire.tibco.com/blog/?p=18720